Carcinoma Epidermóide

Esta semana foi encaminhado um paciente que havia trocado suas próteses totais há dois meses e então percebeu que as mesmas estavam ''machucando" o seu assoalho bucal e procurou atendimento. Na primeira visita, o paciente relatou que fumou durante 41 anos, dos seus 59 anos de idade, além de ter consumido álcool em excesso também. No exame clínico foi observado lesão ulcerada com bordos elevados, fundo necrótico e sangrante, além de odor forte. No exame extrabucal, havia a presença de nódulo fixo, endurecido e indolor em região submandibular esquerda. Diante do quadro, foi realizada biópsia incisional e encaminhamento para análise anatomopatológica. A hipótese inicial é de Carcinoma Epidermóide em assoalho bucal.

Comentários

  1. Caros colegas, o diagnóstico final da lesão apresentada é de Carcinoma Epidermóide. Este tipo de câncer é o mais prevalente nos tecidos moles bucais e quando diagnosticado precocemente apresenta boa resposta ao tratamento, o que enfatiza a importância do Autoexame de Boca, que consiste em uma avaliação feita diante de um espelho, em que a pessoa observa sua boca na busca de alterações de cor, feridas que não doem e não cicatrizam em um período de 15 dias ou qualquer outro tipo de desvio que perceba. Nestes casos se faz imprescindível a procura por assistência odontológica, seja no ambiente público ou privado.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Lançamento do Livro "Teoria e Prática Profissional para o Técnico e Auxiliar em Saúde Bucal"

Úlcera Aftosa Recorrente